JÀ NO AR (Beta)

JÀ NO AR (Beta)
Clique e assista

quinta-feira, 24 de novembro de 2011

Fraudes Detran da Região dos Lagos

Operação Direção Oposta, contra fraudes no Detran-RJ, (Departamento de Trânsito do Rio)


 Corregedor David Anthony, e a Chefe da Polícia Civil, 
Martha Rocha, durante a entrevista coletiva
 
A operação, que começou na madrugada desta quarta-feira (23/11), foi desencadeada a partir de investigações da Corregedoria do Detran-RJ, da Polícia Civil e do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco). participaram da ação seis delegados, cinco promotores de Justiça e de mais de 200 agentes da Polícia Civil.

A operação se iniciou em Paracambi As prisões foram realizadas no Rio de Janeiro (bairro de Santa Cruz), Japeri, e na Região dos Lagos. São Pedro da Aldeia, Araruama e Paracambi

Na Região dos Lagos, uma pistola, um revólver e uma carabina foram apreendidos, além de munições de pistola e fuzil.

Segundo a corregedoria do Detran. Paracambi e Araruama. as fraudes eram mais frequentes, gerando lucro de até R$ 250 mil por mês,

Na Região dos Lagos em Araruama, foram denunciadas 46 pessoas, todos funcionários e prestadores de serviço de dois postos de vistoria, chefiados por Nildo Sá Ferreira, apontado como o líder da quadrilha desta unidade.

De acordo com a denúncia Nildo e Ricardo são apontados como os responsáveis por coordenar a atividade dos demais funcionários, cada qual em seu posto, e arrecadavam o dinheiro recebido por eles de motoristas que não desejavam submeter seus veículos à vistoria obrigatória.

João Carlos Lanhas La Cava de Abreu, ex-Subchefe do posto de Araruama também é apontado como um dos lideres por manter as atividades ilícitas no Posto de Vistoria de São Pedro D´Aldeia, chefiado por ele.

Entre os denunciados está o Policial Militar Rogério Teixeira Gonçalves, perito cedido inicialmente ao posto de vistoria de Araruama, atualmente trabalhando no Posto de São Pedro D´ Aldeia, onde continuou a exercer as práticas ilícitas.

A investigação teve por base conversas telefônicas captadas com autorização da Justiça, que flagraram diálogos entre os membros da quadrilha, descrevendo as práticas criminosas em curso de janeiro até novembro deste ano. As irregularidades foram constatadas em operações envolvendo automóveis de diversos municípios.



Fonte: DETRAN-RJ

Nenhum comentário:

Portal Galdinosaqua